O seu nome remete-nos imediatamente para o Oriente, nomeadamente para a China, e para o tempo das grandes viagens, daquelas que duravam anos e que eram repletas de peripécias. De facto, o relato das viagens de Marco Polo foi durante séculos a imagem mais fiel que a Europa teve das terras para lá da actual Turquia. Só com as viagens dos exploradores portugueses é que a informação sobre aquelas foram actualizadas. O próprio Cristóvão Colombo baseou parte da sua investigação no livro de Polo. Mas quem foi Marco Polo?

Interpass_MarcoPolo1

Marco Polo nasceu em Veneza, no ano de 1254, no seio de uma família de mercadores. À altura, os produtos de luxo que a Europa consumia, como seda, tecidos, especiarias e metais e pedras preciosas, eram trazidos do Oriente por uma cadeia de mercadores que negociavam aqueles bens nos vários entrepostos da Rota da Seda, cada um controlado por vários povos. O pai e o tio de Marco aventuraram-se por conta própria e percorreram sozinhos aquela rota, chegando até à longíqua corte do imperador mongol, Cublai Cã. Em 1271, com apenas 17 anos, Marco parte com o pai e o tio para outra viagem rumo à corte daquele imperador. Aí permaneceu durante 24 anos. E tanto a viagem inicial como a sua longa estada permitiram-lhe tomar contacto directo com outros povos, culturas, paisagens, animais e plantas. Na corte do Grande Cã, Marco exerceu funções administrativas e diplomáticas, chegando a viajar até à Índia. Regressou a Veneza em 1295 e faleceu em 1324 ou 1325.

Interpass_MarcoPolo2

Hoje em dia, o fascínio que as terras do Médio Oriente e do Oriente exercem sobre nós continua tão vivo como nos tempos de Marco Polo. Por isso, deixe-se seduzir pelos relatos desse grande viajante e aventure-se na companhia do Interpass Clube.