A paisagem natural e paradisíaca de São Tomé e Príncipe envolve qualquer viajante que se dirige a este arquipélago. Contudo, há muito mais para ver do que praias e montanhas belíssimas e de vegetação densa. Em São Tomé, existem espaços e pontos de interesse histórico e turístico que não deixam ninguém indiferente e que contribuem para a celebração das ilhas e da riqueza cultural.

Marco do Equador
Este é, sem dúvida, um dos locais mais visitados por turistas. A linha imaginária que separa o hemisfério norte do hemisfério sul cruza o ilhéu das Rolas, na região sul de São Tomé, atrai pelo fascínio que é estar nos dois hemisférios do globo ao mesmo tempo.

Interpass - São Tomé e Príncipe - Marco do Equador

Reserva Natural Obô
Ocupando uma área de 295 km², a Reserva Natural Obô foi criada em 2006 com um propósito muito próprio e justo: o de preservar e de cuidar da vasta biodiversidade presente no arquipélago de São Tomé e Príncipe. A quantidade de espécies raras, algumas das quais em vias de extinção, é elevadíssima, de tal forma que em 1988 foi criada uma comunidade científica internacional que ajudou a classificar esta floresta como a segunda mais importante para a conservação da biodiversidade, isto entre 75 florestas africanas.

Interpass - São Tomé - Parque Natural Obô

Localizada no interior das ilhas, esta reserva natural vive algumas características muito próprias do clima: chuvas fortes e permanentes, tornando, assim, o acesso um pouco complicado. Sugerimos, por isso, que visite esta reserva entre Dezembro e Janeiro e entre Junho e Setembro. Nada melhor do que deixar o Inverno português para trás e viajar até um lugar quente como São Tomé e Príncipe.

Estes e muitos outros pontos de interesse podem ser encontrados de norte a sul, bastando, para isso, explorar tudo o que lhe for permitido, inscrever-se em roteiros pelas várias aldeias e fazer-se acompanhar de guias locais que lhe poderão explicar tudo o que deve saber sobre São Tomé e Príncipe.

Imagens © Direitos Reservados