Interpass - Vindimas - Douro

É a partir de setembro, quando o verão começa as suas despedidas e o calendário prediz a entrada do outono, que os socalcos cultivados do Douro ganham outra vida. Começa o período da colheita da uva e da produção do vinho e as gentes alegram-se na azáfama da vindima. As vindimas são um dos pontos altos da região e um marco da tradição folclórica, sendo considerada uma época de festa para a maioria das populações do Alto Douro e Trás-os-Montes.

Interpass - Vindimas - Douro

Esta atividade carregada de simbolismo e de importância económica, social e cultural tem suscitado a curiosidade de mais e mais pessoas que vivem nas cidades, turistas nacionais e estrangeiros, pelo que muitas das quintas produtoras de vinho abriram os portões das suas propriedades aos forasteiros para que estes pudessem conhecer de perto e participar na experiência única que são as vindimas, desde a colheita da uva ao transporte, passando pela tradicional pisa a pé nos típicos lagares até à prova de vinhos.

Interpass - Vindimas - Douro

Entre os programas das várias quintas, destacam-se três propostas bem preenchidas e animadas: a da Real Companhia Velha, a da Quinta do Pôpa e a da Quinta de La Rosa.

Interpass - Vindimas - Douro

Fundada em 1756, a Real Companhia Velha propõe a visita às suas duas quintas: a Quinta das Carvalhas, situada junto ao Pinhão nas margens do rio Douro, e a Quinta do Casal da Granja, em Alijó. O programa começa bem cedo pela manhã, com os participantes a encaminharem-se para as vinhas para aprenderem a técnica e os truques da apanha da uva.

Interpass - Vindimas - Douro

Segue-se a merecida pausa para o almoço que terá lugar na ‘Casa Redonda’, bem no topo da propriedade. Com a deslumbrante vista panorâmica sobre os socalcos e o rio, são servidas as iguarias da gastronomia local e, claro, os vinhos da Companhia. Findo o almoço, é tempo de ir à Quinta do Casal da Granja para visitar a adega e participar da pisa a pé nos lagares e granito. A experiência acaba com um brinde entre todos com Vinho do Porto e uma prova de vinhos.

Interpass - Vindimas - Douro

Na encosta da margem esquerda do rio Douro, em Adorigo, fica a Quinta do Pôpa que, a par das propriedades agrícolas e das unidades típicas de uma quinta, dispõe do Museu da Vindima. Inaugurado este ano, o museu reúne todo um espólio de artefactos antigos representativos dos métodos tradicionais e da história ligada à produção vinícola do Douro. A Quinta do Pôpa também oferece um programa que privilegia o contacto direto com a vinha, os trabalhadores, as adegas e os lagares, assim a participação nas atividades tradicionais da vindima. Inclui almoço e prova de vinhos.

Interpass - Vindimas - Douro

Já a Quinta de La Rosa fica no Pinhão, sendo conhecida por produzir vinhos, azeite e vinagre. A propriedade faz parte da região classificada pela UNESCO como património mundial da Humanidade, pelo que o programa da Quinta de La Rosa é acrescido de ainda mais encanto. E ao contrário dos programas de outras quintas, este dá o início das atividades pelas 16h00, pois inclui uma lagarada noturna.

Interpass - Vindimas - Douro

Começa-se pela visita à adega e respetiva prova de vinhos, seguindo-se um passeio livre pelas terras da quinta, das quais se destaca a parcela do Vale do Inferno – é a porção cuja vinha foi plantada antes da Grande Guerra e onde existem algumas das maiores paredes de xisto de todo o Douro. Após este passeio, os participantes são convidados a tomar um aperitivo antes do jantar. Após a refeição, é tempo de animado convívio na lagarada.

Interpass - Vindimas - Douro

Se em anos anteriores não teve oportunidade de fazer parte desta que é a maior e mais tradicional época da região do Douro, então, entre em contacto connosco para saber mais informações sobre estes e mais programas de outras quintas, assim como informações sobre alojamento.

Interpass - Vindimas - Douro

Imagens © Direitos Reservados