Interpass-MALMEQUER

Em Julho, falámos com a Mafalda Beirão, autora do blog MALMEQUER, um daqueles espaços virtuais que fazem sonhar até ao fim do mundo. Para além de simpática, carinhosa e inteligentíssima, a Mafalda é uma mente criativa que não passa sem viajar, uma das suas paixões garantidas. Estivemos à conversa com ela a propósito da sua viagem a Paris, mas desenganem-se se acham que parou por aí: em Julho passou também pela Colômbia.

Se pudesses escolher, para onde viajavas já amanhã?
Se há uns tempos teria a resposta na ponta da língua, hoje tenho de parar para pensar. Quanto mais viajo, mais quero viajar e mais países me despertam curiosidade. Cada vez mais tenho destinos-chave que quero conhecer e torna-se complicado eleger assim. Mas mantenho-me fiel a Nova Iorque, Tóquio e Banguecoque. São aqueles três destinos que, independentemente de tudo, iria já amanhã, se pudesse!

Interpass-MALMEQUER

O que é que não dispensas levar contigo quando viajas?
Não dispenso um bom par de sapatos confortáveis. Sou daquelas pessoas que adora andar enquanto conhece uma cidade. Tenho um bom sentido de orientação e, mesmo não conhecendo o espaço, se tiver um mapa na mão, ando até não conseguir mais… Adoro perder-me nas cidades e conhecê-las fora do que é turístico. E, para isso, só com os pés bem confortáveis!

Interpass-MALMEQUER

Qual foi a última viagem que fizeste?
Estive em Paris no início deste mês.

M_Paris 5

Que memórias trazes contigo e que locais gostarias de revisitar?
Trago imensas, mas não há nada como a Torre Eiffel e a Disneyland. Há muito que queria conhecer Paris e sabia que isto seriam dois marcos que iriam ficar comigo. Ficou a faltar ver a Torre Eiffel durante a noite, acesa, mas sei que irei regressar e vê-la toda iluminada. Quero muito revisitar tudo em Paris… Fiquei encantada com a cidade!

Interpass-MALMEQUER

Qual é o melhor conselho que podes dar às pessoas que não viajam assim tanto quanto gostariam?
Eu acho que as viagens são mesmo as únicas coisas que o dinheiro paga e não nos deixa mais pobres – pelo contrário. Sinto-me sempre tão mais rica quando viajo. E mesmo que me limite de algumas coisas, mesmo que evite comprar isto ou aquilo para fazer um pé de meia de viagens, sei que irá compensar. E é isso mesmo que aconselho: fazer um porquinho mealheiro para conhecer o mundo. Procurar opções baratas, voos low cost, apartamentos em vez de hotéis, descontos pela cidade… Há sempre uma alternativa mais amiga da carteira!

Fotos © Mafalda Beirão // MALMEQUER