Metrópole que se preze tem milhares de pessoas de várias culturas, etnias e estatutos sociais, tem bairros históricos e bairros novos, tem uma downtown, uma avenida de luxo e outras tantas cheias de glamour, tem uma bolsa e um centro financeiro, tem milhares de escritórios, outros tantos de lojas e, claro, tem mercados. Uns são singelos mercados, outros são carismáticos. Londres tem alguns destes mercados carismáticos e o de Old Spitalfields é um deles.

Interpass - Old Spitalfields

© Direitos Reservados

Situado no South East, a zona que agora acolhe o edifício do mercado já foi um cemitério romano, um hospital medieval (St. Mary of Spittle Hospital), um armazém e zona de testes de armas, até que, no século XVII, Carlos II concedeu licença de mercado a John Balch, um negociante de seda. Ao longo dos séculos, esta zona da cidade tem acolhido comunidades oriundas de vários pontos do mundo, pessoas que vieram para escapar a perseguições religiosas e políticas, à fome e à pobreza. E isto contribuiu para que o mercado floresce e ganhasse carisma. O peso da História acabou por conduzir à reabilitação do edifício em 2008.

Interpass - Old Spitalfields

© Direitos Reservados

O mercado está aberto 7 dias por semana, das 9h às 17h e cada dia da semana é dedicado a um tema/área: de Segunda a Quarta e Domingos, não há tema, é a venda geral; às Quintas-feiras, o mercado é dedicado às antiguidades e artigos vintage; Sextas-feiras é a vez da moda e das artes; e aos Sábados há sempre um tema “especial”, definido previamente em agenda.

Um apontamento curioso acerca deste mercado é que, ladeando o recinto interior, o edifício tem lojas de marcas como Fred Perry, Camper ou Barbour!

Interpass - Old Spitalfields

© Direitos Reservados

Esteja de passagem pela cidade ou more aqui, é obrigatória a visita ao mercado de Old Spitalfields, eleito pela revista Time Out como o melhor mercado de Londres.