A propósito da passagem de Fernando Mendes e do seu espectáculo “mendes.come” pelo Teatro Municipal de Portimão, no Algarve, o Clube Interpass aproveitou para trocar uns dedos de conversa com o actor e apresentador.

Conte-nos: como foi a experiência de preparar um espectáculo em Portimão e de actuar para o público algarvio?
É sempre bom fazer aquilo de que gostamos. Depois de levarmos este espectáculo “mendes.come – 30 anos de carreira” a cidades como Lisboa, Porto, Paris (Olympia), Toronto, Montreal, Newark, entre muitas outras, decidimos passar o Verão no Algarve, especificamente em Portimão, e correu muito bem.

Tem planos para levar o espectáculo a outras cidades do país?
Sim, sempre, estamos em digressão pelo país. Para já, vamos a Vizela, em Chaves.

O que significa para si fazer Revista?
Fazer Revista é aquilo que eu sei e adoro fazer. Eu cresci com a Revista, no Parque Mayer.

Foram 30 dias a trabalhar, mas também deu para descansar um pouco. Como é que ocupou os seus tempos livres, ficou no hotel, foi à praia?
Fiz de tudo, visitei bons restaurantes, por exemplo, o Dona Barca, em Portimão, e o Zé Morgadinho, em Alvor. Fui várias vezes à praia, fiz piscina com amigos que tenho no Algarve, visitei o Autódromo Internacional do Algarve e, muitas vezes, fiquei a descansar à tarde no Vau Hotel.

Como reagiram os outros hóspedes à sua presença no hotel?
Bem, eram muito simpáticos sempre que me viam, dei muitos autógrafos às crianças e cumprimentei muitos adultos.

Portimão significa… VERÃO!