Duarte Benavente é um dos pilotos que compõem a F1 Atlantic Team, a equipa portuguesa de motonáutica. Regressado há dias do Grand Prix de Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, o piloto português esteve à conversa com o Interpass Clube.

Interpass - Duarte Benavente

Apesar de ser uma modalidade de tradição em Portugal, a motonáutica não é um desporto muito popular entre nós. Conte-nos como teve contacto com este desporto e de que forma a motonáutica se tornou uma paixão.
De facto, a motonáutica não é um desporto de massas, mas em Portugal,
tirando o futebol, nada é. Digamos que tem o seu espaço e que encontra as mesmas dificuldades de todos os desportos, principalmente os motorizados, em Portugal. O meu conhecimento da motonáutica foi simples, pois o meu pai competia neste desporto e eu praticamente desde que me conheço que acompanho as corridas. Depois foi uma questão de experimentar quando tive idade e, passo a passo, fui aprendendo, crescendo e construindo a minha carreira.

Em 1989, o Duarte participou na sua primeira prova – tinha na altura 18 anos. Um dos objectivos da Federação Portuguesa de Motonaútica é a formação das camadas mais jovens, nomeadamente dos 8 aos 16 anos, de modo a fomentar o aparecimento de novos valores. De que forma o Duarte encara esta aposta?
Penso que é o unico caminho para se chamar e dar a conhecer aos jovens este desporto. Qualquer que seja o desporto motorizado, se fizermos uma análise de como aparecem pilotos ou praticantes chegamos à conclusão de que são familiares de pilotos ou pessoas já envolvidas nesse desporto, ou através de jornadas de testes ou experiências, que é o que a FPM [Federação Portuguesa de Motonáutica] faz em vários locais do país com a ‘Fórmula Futuro’. Acho que tem sido um trabalho fantástico e dessa chamada ‘Fórmula Futuro’ já sairam 5 ou 6 pilotos que hoje disputam os campeonatos nacionais em barcos de competição. Para além disto, os resultados nos campeonatos Mundiais da ‘Fórmula Futuro’ têm sido excelentes, tendo os nossos jovens conseguido já bastantes medalhas e títulos de Campeão Mundial.

Interpass - Duarte Benavente

O Duarte está entre os 10 melhores do mundo e já se consagrou campeão nacional, campeão ibérico, campeão europeu e campeão mundial. Tamanho sucesso costuma significar muita responsabilidade, empenho e sacrifício, e muito apoio da família e de sponsors. Como tem gerido tudo isto ao longo da sua carreira?
Acredite que ao longo destes anos todos estes resultados foram
conseguidos com muito empenho, paixão, profissionalismo, muito trabalho e muitos sacrifícios, mas quando se gosta do que se faz tudo vale a pena.
São no total 15 títulos em vários campeonatos e classes nacionais e
mundiais, que foram conseguidos com tudo o que já afirmei e, claro, com o apoio de patrocinadores que ao longo dos anos sempre acreditaram no nosso trabalho, sempre acreditaram em mim. Sempre com os pés bem assentes no chão, com muita calma, conseguimos juntos conquistar um palmarés e fazer um percurso que me enche de orgulho. Não são apenas patrocinadores, são amigos que fazem parte da minha vida. Em relação à minha familia, é a base para todo este trabalho, desde tudo o que em mim incutiram a todo o apoio e alegria que me dão em todos os dias da minha vida.

Como tem sido a sua relação com o Interpass Clube?
A minha relação com o Interpass Clube começou na época de 2002, durante o primeiro GP de F1 da época, na cidade de Portimão. O Interpass Clube é o meu patrocinador desde praticamente a minha chegada à F1.Tem sido uma relação fantástica, que tem crescido ao longo dos anos, quer nas relações pessoais com as pessoas do Grupo, quer nas relações profissionais, e temos já um caminho juntos que me enche de orgulho, por tudo o que temos conseguido realizar em conjunto. São os meus parceiros principais neste mundo das corridas e serei eternamente grato a todo o apoio que todos sempre me têm dado. Para além das corridas temos outros projectos em conjunto, e tudo farei sempre para dignificar e ajudar ao crescimento do Grupo Interpass.

Interpass - Duarte Benavente

Obrigada, Duarte Benavente!