Macau tem tanto de português como de chinês, e talvez seja por isso que muitos portugueses continuem a visitar com ânimo ou até a mudarem-se para esta região administrativa especial da China. Conhecida como a capital mundial do jogo, Macau rivaliza com Las Vegas — não em número de casinos mas em qualidade.

Interpass - Macau

© Direitos Reservados

Mas Macau não é só isto. Se, por um lado, a faceta dos casinos é uma das maiores fontes de riqueza e atracção da península, Macau convida pela comida, pelas paisagens e ruas bem cuidadas, outrora dominadas por Portugal. Visite a igreja de São Paulo ou o Forte da Guia, o Museu Nacional ou a Galeria IACM.

Interpass - Macau

© Direitos Reservados

Apesar de geograficamente pequeno em relação a outras penínsulas da China, Macau não se vê ou conhece num só dia, por isso, nada como criar um roteiro que compreenda as várias temáticas que o complementam. Uma caminhada pelo trilho de Coloane para os mais aventureiros ou uma visita a um dos muitos cafés e petiscarias de influência portuguesa — mas sempre com um twist chinês — garantem horas bem passadas e em contacto directo com a herança cultural e natural de Macau.

Interpass - Macau

© Direitos Reservados