E como não há duas sem três, agora é a vez de Andreia Calisto, autora do blog Glimmer le Blonde, deixar o seu parecer em relação à magnífica viagem a Paris, cortesia do Interpass Clube.

Interpass-Paris1

© Maria João Marques

«Se me perguntarem qual a cidade que mais me marcou, ou qual a cidade onde gostaria de viver, eu respondo Paris. E não digo isto por dizer, foi até hoje a cidade que mais me completou, onde me senti verdadeiramente em casa e onde gostaria, de facto, de fazer a minha rotina. Por isso, receber este convite por parte do Interpass Clube foi como receber um presente de Natal antecipado, ao ponto de só acreditar que lá estava quando revi a Torre Eiffel… Era visível a felicidade nos nossos olhos e vivi muito intensamente esta viagem.
Ia munida de roupa quente, chapéu-de-chuva e a minha máquina como forma de captar todos os momentos. Se no passado fiz o típico roteiro turista — que incluiu Torre Eiffel, Versalhes, Louvre e Orsay — desta vez queria algo diferente, queria viver a cidade, percorrer as ruas, provar algumas iguarias. Fiz o verdadeiro roteiro lifestyle com direito a passeio, cafés, restaurantes e algumas das melhores compras. Por isso mesmo deixei-me guiar pelas sugestões da Maria e algumas pesquisas de última hora.
Começámos pelo simpático bairro de Saint German, onde visitámos o Café de Flore, a Cityfarma, a Dyptique e o Le Bon Marché. Por entre compras, fotografias e risos, anoiteceu em Paris e uma refeição no restaurante Le Timbre fez-nos sentir aconchegadas. O segundo dia ficou reservado para um longo passeio pelas principais ruas da cidade, assim como jardins — dei-me conta de como esta cidade fica ainda mais bonita no Outono, os dourados das árvores são o cenário perfeito. Por entre um chocolate quente na Angelina e algumas compras pela Colette, deixamo-nos andar pela cidade, sem grandes planos ou horas marcadas. O dia terminou pelo bairro do Marais que mais uma vez me encantou. Mas faltava ver o grande símbolo da cidade. Antes de regressar ao hotel, uma caminhada junto ao rio Sena com a mais bela das vistas… A torre Eiffel iluminada fez-nos esquecer as baixas temperaturas e aproveitar ainda mais o momento.
E, de repente, o fim-de-semana estava perto do fim e, na verdade, não queríamos ir embora — impossível querer abandonar esta cidade que tanto tem para nos oferecer e viver. Depois de um pequeno-almoço reforçado no nosso hotel Tivoli, rumámos à exposição de Le Petite Veste Noite, onde nos perdemos pelos retratos de Karl Lagerfeld. Foi uma boa coincidência estarmos justamente em Paris por altura da inauguração desta exposição.
Será um fim-de-semana que irei guardar eternamente, pela experiência, pela companhia e pelo significado que esta cidade tem para mim. Impossível não amar Paris e ficar sempre com o sentimento de querer voltar.»

Interpass - Paris

© Andreia Calisto

Interpass - Paris2

© Andreia Calisto

Interpass - Paris

© Andreia Calisto