Interpass_safari_01

Não é todos os dias que se tem a oportunidade de desfrutar de um safari em África. A partir do momento em que se pensa nisso e os planos começam, surgem muitas dúvidas sobre o que fazer e como chegar ao “safari perfeito”, se é que existe. Aproveitamos estes dias quentes para vos mostrarmos algumas ideias sobre o que é isto de fazer um safari.

Interpass_safari_02

Talvez muitos de vós considerem muito caro e por isso nem consideram a hipótese. Apesar de não ser bem assim, devemos ter em conta que não vai ser barato. De todo! Contudo, pensemos nisto como um todo. Se cada pacote incluir tudo, desde refeições a dormida, passando por passeios, caminhadas e outras actividades, incluindo transfers de aeroporto e outras despesas, talvez o caso mude de figura. Antes de comprar o que quer que seja, informe-se bem junto do seu operador turístico ou pesquise muito online. Informação detalhada nunca é demasiada.

Não consegue tirar mais do que oito dias de férias? Não há problema, parece que encontrou o período de tempo ideal para fazer um safari. Como? Comece por escolher apenas um país e concentre-se nessa viagem específica. Escolha actividades que quer mesmo fazer. Para além disso, oito dias é muito bom para quem nunca experimentou um safari antes. «As pessoas apaixonam-se e depois querem voltar para ver muito mais», conta Michael Lorentz da Passage to Africa.

Interpass_safari_03

Por fim, se acha que um safari não é para si por causa do perigo envolvente, desengane-se: um safari não é assim tão perigoso quanto isso e quem o diz é Mark Nolting, da Africa Adventure, que trabalha neste negócio há 30 anos e nunca assistiu a nada que se possa considerar realmente perigoso em certas regiões africanas. «Simplesmente nunca aconteceu», refere.

O ideal é falar com as pessoas certas e reservar tudo atempadamente para que não haja surpresas. No final de contas, o que interessa é explorar a zona e desfrutar da companhia dos animais selvagens no seu habitat natural.

Imagens © Direitos Reservados