Interpass_BoaVista_04

Todos dizem aos quatro ventos que esta é a ilha que mais praias encerra nas suas planícies que se estendem até perder de vista. Com as magníficas praias vêm, também, os passeios de barco, as caminhadas pelas dunas, o mergulho e a visita às grutas e, como não podia deixar de ser, a celebração da vida com festas até o sol nascer.

A ilha da Boa Vista é a que está mais perto do continente africano, o que faz com que o clima seja ligeiramente distinto das restantes ilhas, por influência directa das temperaturas e das brisas deste continente vizinho.

Interpass_BoaVista_01

Primeiro chamada ilha de São Cristóvão quando foi descoberta, actualmente a ilha da Boa Vista é uma das mais procuradas por turistas e viajantes entusiastas do dolce fare niente. A Boa Vista é plana e estende-se por 620 quilómetros quadrados, à excepção do Pico d’Estância, o ponto mais alto da ilha que atinge cerca de 360 metros de altura.

Interpass_BoaVista_02

Aqui, a agricultura e a pesca fazem parte das principais actividades dos habitantes locais, sendo que esta é também a ilha escolhida pelas tartarugas marinhas para a desova, um fenómeno natural que acontece em maior quantidade entre Maio e Setembro.

Interpass_BoaVista_03

À mesa, não se iniba de pedir peixe e marisco fresco, já que são especialidades imperdíveis na Boa Vista. Lagosta na brasa, cachupa, caldo de peixe, banana enrolada, enfim. Um festim delicioso que pode perfeitamente acompanhar com um copo de grogue, uma aguardente de cana típica de Cabo Verde.

Imagens © B.C. Tørrissen / Direitos Reservados