A Raquel Moreira, do blog Perturbações de Amor, teve a oportunidade recentemente de viajar até à Madeira através do Interpass Clube. Para que a sua experiência não ficasse esquecida, a Raquel aceitou partilhar os seus momentos maravilhosos na Madeira com os nossos leitores.

«No primeiro fim-de-semana de Novembro, rumei ao Funchal com o meu marido a convite do Interpass Clube. Escolhemos esta data porque comemorávamos o segundo aniversário de casamento e nada melhor para comemorar do que três dias juntinhos e longe de tudo. Não conhecia esta agência, por isso, a experiência foi totalmente nova.
Na sexta-feira bem cedo aterrámos na Madeira, onde já nos esperava um motorista com todas as informações necessárias sobre o hotel. Ficámos hospedados no The Cliff Bay, um pequeno paraíso à beira-mar plantado (literalmente) que possuía, entre outras comodidades, uma piscina aquecida a 30ºC absolutamente fantástica. Não é que me apetecesse sair de lá, mas muito mais havia a visitar.
Um dos programas que tínhamos combinado era a viagem de teleférico que liga o Funchal ao Monte. Apesar das intempéries meteorológicas que se fizeram sentir durante todo o fim-de-semana, lá decidimos arriscar. A visita vale realmente a pena. Do teleférico conseguimos ver um pouco de toda a ilha, paisagens maravilhosas, e claro, muitas bananeiras. [risos]
Sempre que a chuva o permitia, aproveitávamos o free bus do hotel para visitar outros pontos turísticos, como é o caso do Mercado dos Lavradores (que estava fechado porque era Domingo, quem diria?!), da zona da Marina ou do centro da cidade. O Funchal é inteiramente voltado para o turismo e, por isso mesmo, não faltavam as tradicionais barraquinhas de bolo do caco ou de poncha de maracujá pelas ruas. Todos os motivos eram bons para fazer uma paragem e comer um lanchinho daqueles.
No Sábado, jantámos num dos restaurantes do hotel, o The Rose Garden, que tinha comida maravilhosa. O lombo de porco com molho de vinho tinto era de comer e chorar por mais. O Funchal é mesmo um óptimo destino para quem adora boa comida.
Fiquei com imensa vontade de lá voltar, claro está, mas com sol e durante mais tempo. Ficou muita coisa por ver, também por conta dos dilúvios que caíam de vez em quando e pelo facto de não termos alugado carro, que concluímos que não valeria a pena desta vez. Ao ver as fotos confesso que já tenho saudades».

Interpass - Madeira

© Raquel Moreira

Interpass - Madeira

© Raquel Moreira

Interpass - Madeira

© Raquel Moreira

Interpass - Madeira

© Raquel Moreira